Bibliografia


ALBORNOZ, Luiz Octavio M. Arquivologia e Relações Humanas. Rio de Janeiro: Ferreira, 2005. 152 p.

ARQUIVO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Plano de classificação e tabela de temporalidade de documentos da administração pública do Estado de São Paulo: atividades-meio. 1ª ed. São Paulo: Arquivo do Estado, 2005. 216 p.

ARQUIVO NACIONAL. A conservação de documentos em seus diferentes suportes: recomendações básicas. 1ª ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1986. 51p.

ARQUIVO NACIONAL. Dicionário Brasileiro de Terminologia Arquivística. 1ª ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2005. 230 p.

ARQUIVO NACIONAL. Manual de identificação de acervos documentais para transferência e/ou recolhimento aos arquivos públicos.1ª ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1985. 79 p.

ALMEIDA, Luiz Fernando Duarte de. Administração de arquivos e documentos. 1ª ed. Rio de Janeiro: Confederação Nacional da Indústria, 1987. 100 p.

ALMEIDA, Luiz Fernando Duarte de. Ensaios de sistemas de informação em arquivologia & documentação.1ª ed. Rio de Janeiro: TÉD, 1986. 97 p.

ARQUIVO PÚBLICO DO CANADÁ – Departamento de organização de arquivos correntes. Arquivos correntes: organização e funcionamento. 1ª ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1975. 116 p.


ÁVILA, Rodrigo Fortes; SOUZA, Renato Tarciso Barbosa. A aporia dos estudos de Comportamento informacional na Arquivística. Cenário Arquivístico, Brasília, v. 4. n. 1. p. 9-21, jan./jun., 2011.

BARBOSA, Teresinha de Jesus Carvalho Mendes; SANTOS, Yara Ferreira dos. Arquivo e Protocolo. 1ª ed. Rio de Janeiro: Fundação Escola do Serviço Público, 1990. 108 p.


BARTALO, Linete; MORENO, Nádina Aparecida (Org.).  Gestão em Arquivologia: abordagens múltiplas. Londrina: Editora da Universidade Estadual de Londrina, 2008.

BECK, Ingrid. Manual de preservação de documentos. 1ª ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1999. p. 75.

BELLOTTO, Heloísa Liberalli. Arquivos Permanentes: tratamento documental. 1ª ed. São Paulo: T. A. Queiroz, 1991. 198 p.

BELLOTTO, Heloísa Liberalli. Como fazer análise diplomática e análise tipológica de documentos de arquivo: elaboração de instrumentos de pesquisa.1ª ed. São Paulo: Arquivo do Estado de São Paulo: Imprensa oficial, 2002. 120 p.

BERNARDES, Ieda Pimenta. Como avaliar documentos de arquivo. 1ª ed. São Paulo: Arquivo do Estado, 1998. 89p.

CAMARGO, Ana Maria de Almeida; MACHADO, Helena Correa. Como implantar arquivos públicos municipais. 1ª ed. São Paulo: Arquivo do Estado de São Paulo: Imprensa Oficial, 1999. 87 p.

CAMARGO, Ana Maria de Almeida. BELLOTTO, Heloísa Liberalli (coord.). Dicionário de Terminologia Arquivística. 1ª ed. São Paulo: AAB-SP, 1996. 142 p.

CAMARGO, Ana Maria de Almeida. BELLOTTO, Heloísa Liberalli (coord.). Dicionário Brasileiro de Terminologia Arquivística. 1ª ed. São Paulo: Cenadem, 1990. 163 p.

CARUSO, Luiz Aparecido (trad.). Sistemas de arquivos e controle de documentos. 1ª ed. São Paulo: Atlas, 1973. 212 p.

CARVALHO, Lourdes de Freitas. Serviço de arquivo médico e estatística de um hospital. 1ª ed. São Paulo: Associações Paulistas de Hospitais, 1977. 265 p.

CASSARES, Norma Cianflone (em colaboração com Cláudia  Moi).  Como fazer conservação preventiva em arquivos e bibliotecas. 1ª ed. São Paulo: Arquivo do Estado, 2000. 78p.

CASTANHO, Denise Molon et. al Curso de Arquivologia da Universidade Federal de Santa Maria: 25 anos de história. 1ª ed. Santa Maria: UFSM/CCSM, 2002. 54 p.

CASTILHO, Ataliba Teixeira de (org.). A sistematização de arquivos públicos. 1ª ed. Campinas: Ed. Unicamp, 1991. 169 p.

CASTRO, Astréa de Moraes e. Arquivo no Brasil e na Europa. 1ª ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1973. 124 p.

CASTRO, Astréa de Moraes e; CASTRO, Andresa de Moraes e; GASPARIAN, Danuza de Moraes e Castro. Arquivística = técnica, arquivologia = ciência. 1ª ed. Brasília: ABDF, 1985. 361 p.

CEDOC. Procedimentos técnicos em arquivos privados/FGV. 1ª ed. Rio de Janeiro: O centro, 1986. 101 p.

CENTRO DE PESQUISA E DOCUMENTAÇÃO DA HISTÓRIA CONTEMPORÂNEA DO BRASIL. Metodologia de organização de arquivos pessoais: a experiência do CPDOC. 4ª ed. Rio de Janeiro: Fundação Getulio Vargas, 1998. 104 p.

COLOMBO, Fausto. Os arquivos imperfeitos – memória social e cultura eletrônica. 1ª ed. São Paulo: Perspectiva, 1991. 135 p.

CONARQ (Brasil).  Modelo de requisitos para sistemas informatizados de gestão arquivística de documentos e–ARQ Brasil. Arquivo Nacional (versão I). Disponível em: <http://www.documentoseletronicos.arquivonacional.gov.br/media/e-arq-brasil-2011-corrigido.pdf>. Acesso em: 16 mar. 2012.

CONSELHO INTERNACIONAL DE ARQUIVOS. ISAD(G): Norma geral internacional de descrição arquivística. 1ª ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2000. 119 p.

COOK, Michael. Liberdade de Informação: Influência sobre a prática profissional em gestão de arquivos. Acervo. Rio de Janeiro, v. 24, n. 11, 2011. Disponível em: <http://revistaacervo.an.gov.br/seer/index.php/info/article/view/477>. Acesso em: 10 mar. 2012.

COOK, Terry. What is past is prologue: a history of archival ideas since 1898, and the future paradigm shift. Disponível em: <http://www.mybestdocs.com/cookt-pastprologue-ar43fnl.htm>. Acesso em: 16 mar.  2012.

_______ . Archival Science and Postmodernism: New Formulations for Old Concepts. Acesso em: 18 mar. 2012. Disponível em: < http://www.mybestdocs.com/cook-t-postmod-p1-00.htm>. Acesso em: 16 mar. 2012.

_______. Arquivos pessoais e arquivos institucionais: para um entendimento arquivístico comum da formação da memória em um mundo pós-moderno. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 11, n. 21, p. 169-175, jan./jun., 1998.

CÔRTE, Adelaide Ramos; ALMEIDA, IedaMuniz de; ROCHA, Eulina Gomes; LAGO, Wilma Garrido do. Avaliação de softwarespara bibliotecas e arquivos. 2ª ed. São Paulo: Polis, 2002. 219 p.


COSTA, Luciana Ferreira da; SILVA, Alan Curcino Pedreira da; RAMALHO, Francisca Arruda. Para além dos estudos de uso da informação arquivística: a questão da acessibilidade. Ciência da Informação, Brasília, v. 39, n. 2, ago. 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-19652010000200011&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 15 mar. 2012.


COUTURE, Carol; DUCHARME, Daniel; MARTINEAU, Jocelyne. A formação e a pesquisa em arquivística no mundo contemporâneo. 1ª ed. Brasília: Finatec, 1999. 190 p.

DELMAS, Bruno. Arquivos para quê? São Paulo: Instituto Fernando Henrique Cardoso (iFHC), 2010.
DERRIDA, Jacques. Mal de arquivo – uma impressão freudiana. 1ª ed. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2001. 130 p.


DUARTE, Zeny (trad.). Preservação de documentos: métodos e técnicas de salvaguarda.2ª ed. Salvador: EdUFBA, 2003. 136 p.

DU BOSCQ, Guy. Organização do pré-arquivo. 1ª ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1977. 78 p.


DUCHEIN, Michel. O Respeito aos Fundos em Arquivística: princípios teóricos e problemas práticos. Arquivo & Administração, Rio de Janeiro, AAB, v. 10-14, n.1, p. 14-23, abr. 1982 / ago. 1986.

_______. Os Arquivos na Torre de Babel: Problemas de terminologia arquivística internacional. Acervo. Rio de Janeiro, v. 24, n. 11, 2011. Disponível em: <http://revistaacervo.an.gov.br/seer/index.php/info/article/view/126>. Acesso em: 10 mar. 2012.

DURANTI, Luciana. Registros documentais contemporâneos como provas de ação.  Estudos Históricos, Rio de Janeiro, FGV, v. 7, n. 13, p. 49-64, 1994.


EASTWOOD, Terry. The theory and practice of description in the digital era.   In: Encontro de Bases de Dados sobre Informações Arquivísticas, 2, 2006, Rio de Janeiro.  Anais... Rio de Janeiro: Associação dos Arquivistas Brasileiros.  Disponível em: <http://www.aab.org.br/images/stories/anais_parte3.pdf>. Acesso em: 12 mar. 2012.



ENCONTROS BIBLI. REVISTA ELETRÔNICA DE BIBLIOTECONOMIA E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO. Número especial sobre Arquivologia. Disponível em: <http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/eb/issue/view/1611>. Acesso em: 10 mar. 2012.

ESPOSEL, José Pedro Pinto. Arquivos: uma questão de ordem. 1ª ed. Niterói: Muiraquitã, 1994. 234 p.


ESPOSEL, José Pedro Pinto. Noções prévias para elaboração de um manual de arquivo. Niterói: São José, 1975. 72 p.

FARGE, Arlette. O sabor do arquivo. São Paulo: Edusp, 2009.


FARIA FILHO, Luciano Mendes de (org.). Arquivo, fontes e novas tecnologias: questões para a história da educação. 1ª ed. Campinas, SP: Autores Associados; Bragança Paulista: Universidade São Francisco, 2000. 160 p.

FILLIPI, Patrícia de; LIMA, Solange Ferraz de; CARVALHO, Vânia Carneiro de. Como tratar coleções de fotografias. 1ª ed. São Paulo: Arquivo do Estado: Imprensa Oficial, 2000. 84 p.


FONSECA, Maria Odila Kahl. Arquivologia e Ciência da Informação. Rio de Janeiro: FGV, 2005.
_______. Informação, arquivos e instituições arquivísticas.  Arquivo & Administração, Rio de Janeiro, AAB, v. 1, n.1, p. 33-44, jan./ jun., 1998.

GAGLIAND, Pedro Luiz Ricardo. Arquivos Judiciários. 1ª ed. São Paulo: Arquivo do Estado de São Paulo, 1985. 368 p.

GOMENSORO, Maria Lúcia de Coimbra. Manual de Arquivo / sistema de arquivo. 1ª ed. Rio de Janeiro: Est. do Nordeste, 1977. 100 p.

GOMES, Francelino Araújo; HELLUY, Hâmida Rodrigues. Manual de arquivo e documentação. 1ª ed. Rio de Janeiro: Interciência, 1976. 201 p.

GORBEA, Josefina Q. de. Sistemas de arquivo e controle de documentos. 1ª ed. São Paulo: Atlas, 1979. 212 p.


GREENE, Mark.  The Power of Meaning: The Archival Mission in the Postmodern Age.  The American Archivist. v. 64, n. 2, 2007. Disponível em: 14 <http://archivists.metapress.com/content/l914668v881wv19n/fulltext.pdf>. Acesso em: 16 mar. 2012.

HELLUY, Hâmida Rodrigues. Como organizar os arquivos. 1ª ed. São Paulo: Cenadem, 1986. 68 p.


HEYMANN, Luciana Quillet. Arquivos e interdisciplinaridade: algumas reflexões. In: Seminário CPDOC 35 anos: a interdisciplinaridade nos estudos históricos, 2008, Rio de Janeiro. Disponível em: <http://cpdoc.fgv.br/producao_intelectual/arq/1741.pdf>. Acesso em: 13 mar. 2012.

_______. Estratégias de legitimação e institucionalização de patrimônios históricos e culturais: o lugar dos documentos. Disponível em: <http://cpdoc.fgv.br/producao_intelectual/arq/1835.pdf>. Acesso em: 14 mar. 2012.

_______. De “arquivo pessoal” a “patrimônio pessoal”: reflexões acerca da produção de legados. Disponível em: <http://cpdoc.fgv.br/producao_intelectual/arq/1612.pdf>. Acesso em: 14 mar. 2012

HEREDIA HERRERA, Antonia.   Archivística general: teoria y práctica. Sevilla: Diputación Provincial de Sevilla, 1993.

INDOLFO, Ana Celeste; CAMPOS, Ana M.V Cascardo et. al. Gestão de documentos: conceitos e procedimentos básicos. 1ª ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1995. 49 p.


INDOLFO, Ana Celeste. Gestão de documentos: uma renovação epistemológica no universo da Arquivologia. Arquivística.net, Rio de Janeiro, v. 3, n. 2, p. 28-60, jul./dez. 2007. Disponível em: <http://www.arquivistica.net/ojs/viewarticle.php?id=155>. Acesso em: 13 mar. 2012.

JAMESON, Samuel Haig (org.). Administração de arquivos e documentação. 1ª ed. Rio de Janeiro: FGV, 1964. 318 p.

JARDIM, José Maria; FONSECA, Maria Odila (orgs.). A formação do arquivista no Brasil. 1ª ed. Niterói: EdUFF, 1999. 202 p.

JARDIM, José Maria. Sistemas e políticas públicas de arquivos no Brasil. 1ª ed. Niterói: EdUFF, 1995. 196 p.

JARDIM, José Maria. Transparência e opacidade do estado no Brasil. 1ª ed. Niterói: EdUFF, 1999. 239 p.


JARDIM, José Maria.   A invenção da memória nos arquivos públicos.  Ciência da Informação, Brasília, v. 25, n. 2, 1995. Disponível em: <http://revista.ibict.br/index.php/ciinf/article/download/439/397>. Acesso em: 02 de set. de 2006.

_______. Políticas públicas de informação: a (não) construção da política nacional de arquivos públicos e privados (1994-2006). São Paulo: Associação Nacional de Pesquisa em PósGraduação em Ciência da Informação, 2008. p. 1-17. Disponível em: <http://www.ancib.org.br/media/dissertacao/1738.pdf>. Acesso em: 12 mar. 2012.

_______; FONSECA, Maria Odila. Estudos de usuários em arquivos: em busca de um estado da arte.  DataGramaZero,  Rio de Janeiro, v. 5, n. 5, out. 2004. Disponível em: <http://www.datagramazero.org.br/out04/Art_04.htm>. Acesso em: 12 mar. 2012.

JIMERSON, Randall C. Archives for All: The Importance of Archives in Society.  In: Congresso Brasileiro de Arquivologia, 15, 2008, Goiânia.  Anais... Goiânia: Associação de Arquivologia do Estado de Goiás, 2008. Disponível em: <http://www.aag.org.br/anaisxvcba/conteudo/resumos/plenaria1/randalljimerson.pdf>. Acesso em: 10 mar. 2012.

KETELAAR, Eric.  Time future contained in time past: archival science in the 21st century. Disponível em: <http://cf.hum.uva.nl/bai/home/eketelaar/timefuture.doc>. Acesso em: 19 mar. 2012.

_______.  L’ethnologie archivistique. Disponível em: <http://cf.hum.uva.nl/bai/home/eketelaar/ethnologiearchivistique.pdf>. Acesso em: 14 mar. 2012.

_______. Archives in the Digital Age: New Uses for an Old Science. Archives & Social Studies: A Journal of Interdisciplinary Research. v. 1, n. 0, 2007.  Disponível em: <http://socialstudies.cartagena.es/images/PDF/no0/ketelaar_archives.pdf>. Acesso em: 15 mar. 2010.

LACOMBE, Claudia; SILVA, Margareth da. Padrões para Garantir a Preservação e o Acesso aos Documentos Digitais.  Acervo, Rio de Janeiro, v. 23, n. 2, 2010.  Disponível em: <http://revistaacervo.an.gov.br/seer/index.php/info/article/view/142>. Acesso em: 10 mar. 2012.

LE COADIC, Yves F. A ciência da informação. Brasília: Briquet de Lemos, 1996.



LEITE, Maria Amélia Gomes. Manual de arquivo.1ª ed. Rio de Janeiro: Eletrobrás – Departamento de sistema de controle e telecomunicações, 1980. 87 p.

LOPES, Luís Carlos. A gestão da informação: as organizações, os arquivos e a informática aplicada. 1ª ed. Rio de Janeiro: Aperj, 1997. 143 p.

LOPES, Luís Carlos. A imagem e a sombra da arquivística. 1ª ed. Rio de Janeiro: Aperj, 1998. 110 p.

LOPES, Luís Carlos.  A informação e os arquivos: teorias e práticas. 1ª ed. Niterói; São Carlos: EdUFF; EdUFSCAR, 1996. 142 p.


LOPES, L. C. A Informação e os arquivos: teorias e práticas. Niterói: EDUFF; São Carlos: EDUFSCar, 1996.
LOPEZ, André Porto Ancona. Como descrever documentos de arquivo. 1ª ed. São Paulo: Arquivo do Estado, 2002. 60p.


LOUSADA, Mariana; POMIM VALENTIM, Marta Lígia. Modelos de tomada de decisão e sua relação com a informação orgânica. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 16, n. 1, 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-99362011000100009&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 14 mar. 2012.

LÜCK, Esther Hermes; BOTTINO, Mariza; LOPES, Luís Carlos; JARDIM, José Maria; FREITAS, Lídia Silva de; BREGLIA, Vera Lúcia Alves; RODRIGUES, Mara Eliane Fonseca. A informação: questões e problemas. Niterói: Eduff, 1995, 84p.

MACHADO, Helena Corrêa; CAMARGO, Ana Maria de Almeida. Roteiro para implantação de arquivos municipais. 1ª ed. São Paulo: Secretaria de estado da Cultura: Porto Calendário, 1996. 127 p.


MARQUES, Angélica; RODRIGUES, Georgete Medleg. Interlocuções entre a Arquivologia internacional e a nacional: referenciais teóricos para a sua compreensão. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, 11, 2010, Rio de Janeiro.  Anais... Rio de Janeiro: Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação, 2010. Disponível em: <http://enancib.ibict.br/index.php/xi/enancibXI/paper/view/188/102>. Acesso em: 10 mar. 2012.

MATTAR, Eliana (org.). Acesso à informação e política de arquivos. 1ª ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2003. 136 p.

MATTAR, Eliana (org.). Acesso à informação e política de arquivos. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2003.
MELO, Kátia Isabelli B. de Mello. Arquivista, visibilidade profissional: formação, associativismo e mercado de trabalho. Brasília: Starprint, 2011.15

MELLO, Maria Lúcia Horta Ludolf de. O Arquivo Histórico e Institucional da Fundação Casa de Rui Barbosa. 1ª ed. Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa, 1997. 188 p.

MULLER, S.; FEITH, J. A.; FRUIN, R. Manual de arranjo e descrição. 1ª ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1960. 145 p.

NAGEL, Rolf (coord.). Dicionário de Termos Arquivísticos: Subsídios para uma terminologia arquivística brasileira. 1ª ed. Bonn e Salvador: Universidade Federal da Bahia, 1989. 110 p.


NAHUET, Robert.  Des problèmes archivistiques à une nouvelle problématique de cette discipline ou les défis posés à l’archivistique contemporaine. Disponível em: <http://www.iiastrieste-maribor.eu/fileadmin/atti/2009/Nahuet.pdf>. Acesso em: 13 mar. 2012.

NOGUEIRA JUNIOR, Alberto. Cidadania e direito de acesso aos documentos administrativos. 1ª ed. Rio de Janeiro: Renovar, 2003. 530 p.


OLIVEIRA, Lucia Maria Velloso de.  Descrição e pesquisa: reflexões em torno dos arquivos pessoais. Rio de Janeiro: Mobile, 2012.


PAES, Marilena Paes. Arquivo: teoria e prática. 2ª ed. Rio de Janeiro: FGV, 1991. 162 p.


PAULA, Rosalia Paraíso Matta de. Como elaborar a tabela de temporalidade documental: racionalização decustos de armazenagem e administração de arquivos empresariais. 1ª ed. São Paulo: CENADEM, 1995. 89 p.

PRADO, Heloísa de Almeida. Manual do arquivista. 1ª ed. São Paulo: LEP, 1961. 140 p.


RICHTER, Eneida Izabel Schirmer; NAGEL, Rolf. Elementos de Arquivologia. 1ª ed. Santa Maria e Bonn: UFSM, 1988. 125 p.

RICHTER, Eneida Izabel Schirmer; GARCIA, Olga Maria Corrêa; PENNA, Elenita Freitas. Introdução à Arquivologia. 1ª ed. Santa Maria: UFSM, 1997. 102 p.


RIO DE JANEIRO (ESTADO). Assembléia Legislativa. Instrumento de política de gestão da informação arquivística da ALERJ. 1ª ed. Rio de Janeiro: ALERJ, 1999. 56 p.


RODRIGUES, Ana Célia.  Diplomática contemporânea como fundamento metodológico da identificação de tipologia documental em arquivos. 2008. Tese (Doutorado em História Social) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-27112008-151058/>. Acesso em: 12 mar. 2012.

RODRIGUES, Georgete Medleg. Legislação de Acesso aos Arquivos no Brasil: Um terreno de disputas políticas pela memória e pela história.  Acervo. Rio de Janeiro, v. 24, n. 11, 2011. Disponível em <http://revistaacervo.an.gov.br/seer/index.php/info/article/view/478>. Acesso em: 10 mar. 2012.

RONDINELLI, Rosely Curi. Gerenciamento arquivístico dedocumentos eletrônicos: uma abordagem teórica da diplomática arquivística contemporânea. 1ª ed. Rio de Janeiro: FGV, 2002. 160 p.


RONDINELLI, Rosely Curi. Gerenciamento Arquivístico de Documentos Eletrônicos. Rio de Janeiro: FGV, 2002.

ROUSSEAU, Jean-Yves & COUTURE, Carol.  Os fundamentos da disciplina Arquivística. Lisboa, Dom Quixote, 1998.


SANTOS, Paulo Elian dos.  Arquivística no laboratório: história, teoria e métodos de uma disciplina.  Rio de Janeiro: Teatral, 2010.

SANTOS, Vanderlei Batista dos (Org.).  Arquivística: temas contemporâneos: classificação, preservação digital, gestão do conhecimento. Brasília: SENAC, 2007.

SANTOS, Vanderlei Batista dos. Gestão de documentos eletrônicos: uma visão arquivística. 1ª ed. Brasília: Abarq, 2002. 140 p.


SCHELLENBERG, T. R. Arquivos Modernos: princípios e técnicas. 1ª ed. Rio de Janeiro: FGV, 1973. 345 p.

SCHELLENBERG, T. R. Documentos públicos e privados: arranjo e descrição.1ª ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1963. 344 p.

SCHELLENBERG, Theodore Roosevelt. Manual de Arquivos. 1ª ed. Salvador: Arquivo Público da Bahia, s/d. 193 p.


SEMINÁRIO DOCUMENTOS PRIVADOS DE TITULARES DE CARGOS PÚBLICOS, 2004, São Paulo.  Documentos privados de interesse público: o acesso em questão. São Paulo: Instituto Fernando Henrique Cardoso (iFHC), 2005.

SILVA, Armando B. Malheiro da; RIBEIRO, Fernanda; RAMOS, Júlio; REAL, Manuel Luís. Arquivística: teoria e prática de uma ciência da informação. Porto: Afrontamento, 1998.

SILVA, Denise de Almeida.  Arquivo: uma abordagem inicial do termo “usuário”.  Cenário Arquivístico. Brasília, v. 4, n. 1, p. 9-21, jan./jun., 2011.

SILVA, Eliezer Pires. O conceito de informação arquivística. In: XI ENANCIB - Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, 11., 2010, Rio de Janeiro.  Anais... Rio de Janeiro: Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação, 2010. Disponível em: <http://enancib.ibict.br/index.php/xi/enancibXI/paper/view/53/103>. Acesso em: 10 mar. 2012.

SILVA, Sérgio Conde de Albite Silva.  A Preservação da informação arquivística governamental nas políticas públicas do Brasil. Rio de Janeiro: Associação dos arquivistas Brasileiros¸ FAPERJ, 2008.

SILVA, Zélia Lopes (org.). Arquivos, patrimônio e memória: trajetórias e perspectivas. 1ª ed. São Paulo: Editora Unesp, 1999. 154 p.

SMIT, Johanna Wilhelmina; KOBASHI, Nair Yumiko. Como elaborar vocabulário controlado para aplicação em arquivos. São Paulo: Arquivo do Estado, 2002. 55p.


SOUZA, Renato Tarciso Barbosa. Os princípios da teoria da classificação e o processo de organização de documentos de arquivo. Arquivo & Administração, v. 6, n.1, p. 5-26, 2007.


TESSITORE, Viviane. Como implantar centros de documentação. São Paulo: Arquivo do Estado, 2002. 52p.


THOMASSEN, Theo. Uma primeira introdução à Arquivologia. Arquivo & Administração, Rio de Janeiro, v. 5, n.1, jan./jun., 2006.

UPWARD, Frank; McKEMMISH, Sue; REED, Barbara. Archivists and Changing Social and Information Spaces: A Continuum Approach to Recordkeeping and Archiving in Online Cultures. Archivaria, The Journal of the Association of Canadian Archivists, n. 72, 2011.  Disponível em: <http://journals.sfu.ca/archivar/index.php/archivaria/article/view/13364/14672>. Acesso em: 12 mar. 2012.

VALÉRIO, Antonio C. Gonçalves. et al. Identificação de documentos em arquivos públicos. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1985. 51 p.

VALLETE, Jean-Jacques. O papel dos arquivos na administração e na política de planificação nos países em desenvolvimento. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1973. 63 p.

VIEIRA, Sebastiana Batista. Arquivo funcional: como organizar na concepção de quem faz e usa. Rio de Janeiro: Unitécnica, 1992. 81 p.

VIEIRA, Sebastiana Batista. Técnicas de arquivo e controle de documentos. Rio de Janeiro: Temas & Idéias, 2001. 115 p.

DISCIPLINA DINTER: TÓPICOS ESPECIAIS EM ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO - Prof. André Porto Ancona Lopez

BARTLETT, Nancy.  Diplomatics for photographic images: academic exoticism?  The american archivist.  Chicago: The Society of American Archivists, v. 59, p.486-494, fall 1996. Disponível em:http://archivists.metapress.com/content/m711537466202813/fulltext.pdf.

BELLOTTO, Heloísa.  Arquivística: objetos, princípios e rumos.  São Paulo: ARQ-SP, 2002. (Scripta, 1). Disponível em: http://pt.scribd.com/doc/51319150/BELLOTTO-Heloisa-Liberalli-Arquivistica-objetos-principios-e-rumos-Sao-Paulo-Associacao-de-Arquivistas-de-Sao-Paulo-2002.

BOADAS, Joan; CASELLAS, Lluís-Esteve; SUQUET, M. Àngels.Manual para la gestión de fondos y colecciones fotográficas. Girona: Biblioteca de la Imagen, CCG Ediciones - Ajuntament de Girona (CRDI), 2001, Disponível em:http://www.girona.cat/sgdap/docs/0256_Manual_Fotografic.pdf.

BRASIL. Arquivo Nacional. Dicionário Brasileiro de Terminologia Arquivística. Rio de Janeiro, RJ, 2005. Disponível em:http://www.arquivonacional.gov.br/Media/Dicion%20Term%20Arquiv.pdf.

CARUCCI, Paola.  Il documento contemporaneo: diplomatica e criteri di edizione.  Roma: La Nuova Italia Scientifica, 1987.  (Beni Culturali, 1).

CARVALHO MADIO, Telma Campanha de. Uma discussão de documentos fotográficos em ambiente de arquivo. In: VALENTIM, Marta Lígia Pomim. Estudos avançados em Arquivologia. Marília: Cultura Acadêmica, 2012. cap. 3. p. 55 68. Disponível em:http://www.marilia.unesp.br/Home/Publicacoes/estudos_avancados_arquivologia.pdf.

CONSELHO Internacional de Arquivos (CIA). ISAAR (CPF): Norma internacional de registro de autoridade arquivística para entidades coletivas, pessoas e famílias. Trad. Vitor Manoel Marques da Fonseca. 2ª ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2004. Disponível emhttp://www.conarq.arquivonacional.gov.br/Media/publicacoes/isaar_cpf.pdf.

CONSELHO Internacional de Arquivos (CIA). ISAD(g): Norma geral internacional de descrição arquivística. Trad. Arquivo Nacional. 2ª ed. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2000. Disponível emhttp://www.conarq.arquivonacional.gov.br/Media/publicacoes/isad_g_2001.pdf.

CONSELHO Internacional de Arquivos (CIA). ISDIAH: Norma internacional para descrição de instituições com acervo arquivístico. Trad. Vitor Manoel Marques da Fonseca. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2009. Disponível emhttp://www.conarq.arquivonacional.gov.br/media/isdiah.pdf.

CONSELHO Nacional de Arquivos (Conarq). e-ARQ Brasil: modelo de Requisitos para sistemas informatizados de gestão arquivística de documentos. Versão 1.1. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2011. Disponível em http://www.documentoseletronicos.arquivonacional.gov.br/media/e-arq-brasil-2011-corrigido.pdf

CONSELHO Nacional de Arquivos (Conarq). NOBRADE: Norma brasileira de descrição arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2006. Disponível emhttp://www.conarq.arquivonacional.gov.br/Media/publicacoes/nobrade.pdf.

DICIONÁRIO de terminologia arquivística.  São Paulo: AAB-SP; Secretaria de Estado da Cultura, 1996. 

DIRECCIÓN de Bibliotecas, Archivos y Museos (DIBAM). Apuntes metodológicos para la documentación de fotografias. Santiago de Chile: DIBAM, 2012. Disponível emhttp://www.dibam.cl/Recursos/Contenidos/Museo%20Hist%C3%B3rico%20Nacional/archivos/fotografia_web.pdf.

DURANTI, Luciana. Diplomática: usos nuevos para una antigua ciencia.  Trad. Manuel Vázquez.  Carmona (Sevilla): S&C, 1996.  (Biblioteca Archivística, 5).

DURANTI, Luciana. The concept of appraisal and archival theory.  The American Archivist.  Chicago: The Society of American Archivists, v.57, nº2, 1994, p.328-344.

GONÇALVES, Janice.  Como classificar e ordenar documentos de arquivo.  São Paulo: AESP; AAB-SP, 1998. (Projeto como fazer, 2). Disponível em:http://www.arquivoestado.sp.gov.br/saesp/texto_pdf_11_Como%20Classificar%20e%20Ordenar%20Documentos%20de%20Arquivo.pdf.

HEREDIA HERRERA, Antonia.  La fotografía y los archivos.  In: FORO IBEROAMERICANO DE LA RÁBIDA.  Jornadas Archivísticas, 2, 1993, Palos de la Frontera. La fotografía como fuente de información.  Huelva: Diputación Provincial, 1993. Disponível em:http://www.4shared.com/document/eppj1_r0/a_-heredia.html?.

IGLÉSIAS FRANCH, David. La gestión de la imagen digital.Hipertext.net, núm. 2, 2004. Disponível em:http://www.upf.edu/hipertextnet/numero-2/imagen_digital.html.

INTERNATIONAL COUNCIL ON ARCHIVES. ISAD (G): general international standard archival description.  2ª ed.  Ottawa, 2000. Disponível em: http://www.ica.org/download.php?id=1687.

LOPEZ, A. Contextualización archivística de documentos fotográficos.Alexandria: revista de Ciencias de la Información, ano V, n.8, jan./dez. 2011. Disponível em:http://revistas.pucp.edu.pe/index.php/alexandria/article/view/213/207.

LOPEZ, A. El contexto archivístico como directriz para la gestión documental de materiales fotográficos de archivo. Universum, Talca, v.23, n.2, p.12-37, 2008. Disponível em:http://www.scielo.cl/scielo.php?pid=S0718-23762008000200002&script=sci_arttext.

LOPEZ, A. Usos e desusos da ISAD(G) por instituições de custódia documental. (Inédito)

LOPEZ, André Porto Ancona. Identificação de tipologias documentais em acervos de trabalhadores. In: MARQUES, Antonio José; STAMPA, Inez Tereznha (Orgs.). Arquivos do mundo dos trabalhadores: coletânea do 2º Seminário Internacional. São Paulo; Rio de Janeiro: CUT; Arquivo Nacional, 2012, p. 15 31. Disponível em http://www.mda.gov.br/portal/nead/arquivos/view/textos-digitais/Artigo/artigos-2011/Artigo_015.pdf

MANUAL para el uso de archivos fotográficos: fuentes para la investigación y pautas de conservación de fondos documentales fotográficos.  Santander: Universidad de Cantabria; Madrid: Ministerio de Educación y Cultura, 1997.

PARINET, Elisabeth.  Diplomatics and institucional photos.  The American Archivist.  Chicago: The Society of American Archivists, v. 59, p.480-485, fall 1996. Disponível em:http://archivists.metapress.com/content/5735j17368g36202/fulltext.pdf

SALVADOR-BENÍTEZ, Antonia; GUTIÉRREZ-DAVID, María-Estrella. Redes sociales y medios de comunicación: desafíos legales. El Profesional de la Información. vol. 19, num 6, nov.-dic. 2010. Disponível em:http://www.elprofesionaldelainformacion.com/contenidos/2010/noviembre/14.html.

SCHELLENBERG, T. R. Arquivos Modernos, Princípios e Técnicas. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

VIGIL, J. (Ed.). Imaginando: uso y aplicación de la fotografía en los procesos de aprendizaje. Madri: Universidad Complutense de Madrid, 2012. Disponível em:http://apalopez.info/GPAF/IMAGINANDO_texto_color.pdf.


Nenhum comentário:

Postar um comentário